Poesias

Poesias escritas principalmente durante a minha adolescência.

  • Em memória dos olhos assustados

    Oito e vinte da manhã. Uma avenida. Movimento, homens, automóveis. Todos com pressa, têm horário. Precisam chegar ao trabalho. Um homem. Uma motocicleta. Um cão. Acidente! Homem para um lado, Cachorro e motocicleta para o outro. Tumulto.…

Shopping cart
Seu carrinho está vazio =(
Continuar Comprando
0